Artigos

Franquias de clínica odontológica: 7 dicas valiosas para escolher a sua!

odontoclinic

por odontoclinic, Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.


7 dicas valiosas para escolher uma franquia de clínica odontológica

Em busca de mais segurança e qualidade de vida, profissionais da Odontologia despertam para os benefícios de se tornar um dentista empreendedor. Mas, se você escolheu Odontologia, provavelmente, nunca se imaginou administrando uma empresa, certo?

Foi para suprir essa necessidade que nasceram as franquias de clínica odontológica: modelos de negócio estruturados em rede que dão segurança ao dentista que ama a profissão, mas quer ter um bom negócio na área da Odontologia sem depender somente de sua mão de obra.

A aceitação do modelo de negócio no mercado brasileiro foi tão bem sucedida que, em pouco mais de 10 anos, o número de franquias de clínica odontológica se multiplicou, dificultando a escolha daquela que melhor atende suas expectativas.

Para te ajudar nesse processo, separamos 7 dicas valiosas que vão te ajudar a avaliar as franquias de clínica odontológica. Confira!

1 – Conheça quem é o parceiro

Quando tomar a decisão de investir em franquias de clínica odontológica, saiba que está estabelecendo uma relação de parceria longa, na qual é importante que cada parte cumpra seu papel para que o negócio prospere cada vez mais. Desta forma, antes de fechar o negócio, vá até a sede da marca para conhecer toda a estrutura oferecida e as pessoas que a conduzem.

Por que é importante?

Como toda relação de parceria, é indispensável conhecer quem são as pessoas com quem estamos nos relacionando. A franqueadora é uma empresa independente, que tem vida própria, então, conheça a forma como os líderes da marca conduzem o negócio, como se relacionam e escolhem os membros da equipe. Todas essas informações ajudam a avaliar o comprometimento da marca para com seus parceiros.

2- Dinheiro investido na franquia diz mais do que mil palavras

Uma boa forma de avaliar a consistência das franquias de clínica odontológica é observar se os franqueados estão satisfeitos com a marca a ponto de reinvestir parte do lucro em outra unidade. Em via de regra, um franqueado satisfeito com o negócio considera como primeira opção de crescimento montar a segunda unidade, mostrando comprometimento e provando a lucratividade da clínica. Se não fosse bom, ninguém apostaria duas vezes na mesma franquia.

Como descobrir?

É uma premissa do mercado do franchising permitir que o candidato tenha acesso aos seus franqueados para conhecer mais de perto o negócio. Não tenha receio de ir até as clínicas e conversar com quem já faz parte da rede. Pergunte quantas unidades possui, porque apostou na marca, o que traz de benefícios, e por aí vai.

Importante: desconfie daqueles que falam mal do negócio, mas possuem mais de uma unidade. É muito comum existir “ciúmes” com relação à expansão da marca por meio de investidores de fora. Foque também nos franqueados bem sucedidos, eles são a melhor referência para você projetar o que pode virar seu negócio.

3 –  Tradição conta

A base do sucesso da franquia é transferir conhecimento sobre um negócio já consolidado no mercado, por isso ser uma marca forte é a primeira garantia de que o negócio é sólido, mas conhecer as necessidades de seu franqueado também é importante.

Nesse cenário, uma rede mais antiga terá clínicas em diversos estágios de amadurecimento: as novas, as em desenvolvimento e as maduras. Cada uma delas tem diferentes necessidades e a franqueadora deve estar preparada para atender os diversos anseios da rede.

Curva de aprendizagem

Um bom exemplo para mensurar se a franqueadora consegue atender bem todos os estágios do negócio é conversar sobre a forma como são realizados os treinamentos. Cada programa deve ser desenhado para atender as necessidades da sua clínica, no momento de crescimento que ela estiver. A organização das unidades em grupos por estágio de desenvolvimento, ajuda o novo franqueado a estar próximo de outros franqueados que possuem as mesmas dúvidas.

4 – Qualidade é tudo

O bem mais precioso de uma clínica odontológica é o paciente. Assim, a perenidade e o sucesso do negócio estão diretamente ligados a satisfação e fidelização dos clientes atendidos. Além de satisfeito, é importante que o paciente esteja disposto a indicar a clínica para outras pessoas da rede de relacionamento. Considera-se que o índice de vendas por indicação de uma clínica madura bem sucedida seja de 70% ou mais. Então, lembre-se: não adianta a franquia fazer investimentos em mídia se não entregar um bom serviço na ponta.

Mensure você mesmo a satisfação

Na primeira conversa com a franqueadora, os executivos devem lhe mostrar quais ações são aplicadas para manter o mesmo padrão de qualidade em toda a rede. Com o conhecimento do que é proposto, vá até algumas unidades e veja se tudo o que foi passado funciona na prática. Uma maneira de fazer isso é se passando por cliente.

Outra ferramenta importante é olhar o posicionamento da empresa no site Reclame Aqui. O portal possui avaliações mensais, semestrais e anuais a respeito do atendimento das companhias, além de concentrar as principais reclamações dos consumidores.

5 – Busque franquias preocupadas com inovação

A inovação é ferramenta fundamental para se diferenciar em mercados cada vez mais competitivos. No entanto, manter um centro de pesquisa e desenvolvimento não é tarefa fácil.

O alto investimento e o retorno, muitas vezes, em longo prazo, inviabilizam o projeto em várias companhias. Por esta razão, são poucas as franqueadoras que conseguem manter um processo de inovação constante.

Como identificar uma inovação relevante

Para avaliar o quanto a inovação realmente impactará no negócio, é importante conhecer as formas de realizar os processos dentro das companhias. A primeira maneira é a inovação incremental, que agrega valor em pequenos processos do dia a dia, por exemplo: materiais de treinamento, report de resultados ou a forma de se relacionar com o cliente.

A outra forma é a inovação radical, que traz novas soluções ao mercado e cria novos segmentos e oportunidades de atuação. Então, quando estiver conversando com as franqueadoras, pergunte sobre as inovações que fizeram no negócio nos últimos anos e o que estão planejando para o futuro.

6 – Avalie as ferramentas de gestão

Acompanhar todos os departamentos é a maneira mais eficiente de garantir o sucesso da clínica. Nesse contexto as ferramentas de gestão ganham papel fundamental. Em franquias, cujo modelo já foi testado e aprimorado, é comum as redes apresentarem sistemas de controle.

E de fato muitas possuem mesmo, mas nesse momento de prospecção é importante saber quais são os indicadores de um bom software de gestão. Peça sempre uma demonstração e veja se o software vai te fornecer ao menos os seguintes indicadores:

– Financeiro – importante que o sistema te mostre diariamente todo fluxo financeiro da clínica, incluindo dados para que o franqueado consiga mensurar se aquele volume diário está acima ou abaixo da meta para manter a saúde financeira da unidade;

– Qualidade – este é um ponto fundamental para o sucesso do negócio. O sistema oferecido pela franqueadora deve avaliar a qualidade de atendimento da clínica e a satisfação do paciente de forma constante;

– Inadimplência – o sistema também deve avisar ao franqueado quais pacientes estão inadimplentes e quais são as melhores políticas para resolver a questão, alertando o franqueado sempre que a situação acontecer;

– Agenda – ferramentas de planejamento e gestão de agenda são chaves e impactam diretamente a rentabilidade de uma clínica odontológica;

– CRM – ferramentas de comunicação com os clientes facilitam a operação da clínica e aumentam a satisfação dos cliente.

7 – Verifique como é feito o suporte ao franqueado

O suporte ao franqueado é fundamental para o sucesso de uma franquia de clínica odontológica. É através dele que se transfere o know how de implantação e operação do negócio e que se trabalha cada unidade para melhora contínua e otimização dos resultados.

Um suporte bem feito e direcionado é chave para garantir que o franqueado terá todo apoio necessário para a gestão do negócio no dia a dia, afinal, cada franqueado tem um perfil e experiências diferentes, e cada clínica tem uma história própria.

Como entender a diferença de suporte entre as franqueadoras?

O suporte de uma franqueadora não se resume às visitas de campo. De nada adianta uma grande recorrência de visitas se o consultor de campo não for preparado, tiver objetivos claros e direcionados para a tua unidade.

Um bom suporte envolve ferramentas de acompanhamento dos resultados das clínicas e toda a plataforma de treinamento e comunicação com o franqueado e sua equipe. Tudo isso deve estar estruturado e conectado para que o suporte seja eficiente e efetivo.

Portanto, primeiro verifique quais são os indicadores de performance que são monitorados pela franqueadora (financeiro, operacionais e de qualidade). Segundo, entenda quais os treinamentos disponíveis e como eles se relacionam com os indicadores de performance. Terceiro, como a franqueadora se relaciona e se comunica com a rede. Por fim, como os consultores de campo atuam neste contexto.

sobre o autor

Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.
odontoclinic

Talvez você também goste