Artigos

A importância do marketing para dentistas

odontoclinic

por odontoclinic, Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.


Quem nunca ouviu a célebre frase: “O marketing é a alma do negócio”. Mas pouco adianta escutá-la, se não compreender o seu real significado.

Essa premissa se multiplica por mil quando se fala de marketing para dentistas e este artigo vai explicar o porquê, afinal de contas, não basta apenas ser um ótimo dentista, com resultados comprovados. Também não adianta achar que só criar um site ou investir em folhetos vai ser a salvação da lavoura.

A receita para conseguir a tranquilidade que você tanto sonha passa por aumentar e fidelizar seus clientes, com estratégias eficazes, de custo justo e dentro do que recomenda o código de ética do Conselho Federal de Odontologia (CFO).

“Ah, mas isso não é assunto para eu ficar vendo, não. Tenho que me preocupar em atender e só!”. Balela! O profissional que pensa assim não está em sintonia com as práticas que levam a um dentista de sucesso (tema de outro post aqui do blog).

Primeiramente…

Antes de mais nada, é impossível pensar em resultado sem saber direito o que fazer. Parece meio óbvio dizer isso, mas na prática nem sempre é isso o que acontece.

Você vai para a faculdade aprender as técnicas necessárias para fazer um tratamento de canal ou implante, por exemplo. Com o Marketing também, é preciso compreender mais sobre o tema, para conhecer todas as possibilidades que poderá explorar (mesmo se for terceirizar essa tarefas a outro profissional).

Esse tema é pouquíssimo explorado nas faculdades (considerando aquelas que abordam). Por isso, para quem deseja crescer na carreira, não dá para ignorar o marketing, e isso demanda estudo!

DICA: há inúmeros cursos gratuitos sobre o assunto disponível na internet. Baixe nossos E-book para começar a se familiarizar com o assunto.

Motivos para se especializar em marketing para dentistas

A maioria esmagadora das empresas tem como foco promover produtos duráveis (carros, eletrodomésticos) e perecíveis (alimentos, itens de higiene pessoal). Ou seja: elas traçam estratégias que visam à venda de um produto, certo?

Mas para quem atua com marketing para dentistas o desafio é bem maior porque o consumidor pode não ter ideia do resultado final, não consegue ter algo palpável que o faça visualizar mais facilmente como ficará seu tratamento.

O marketing que estamos falando é o de serviços intangíveis. Por isso, exige maior atenção para se promover entre os potenciais pacientes.

Além desse motivo, quem se especializa e investe em ações de marketing para dentistas consegue resultados como:

– Conquistar novos pacientes;

– Aumenta as chances de fidelizá-los;

– Fortalecimento da sua imagem pessoal como especialista;

– Maior visibilidade do seu serviço, que pode representar novas oportunidades de trabalho;

– Diferenciação de seus serviços diante seus concorrentes;

– Aumento da margem de lucro na sua operação.

Confira os 7Ps do marketing para dentistas

Colher os resultados de que falamos acima é fruto de investir nas estratégias certas para visibilidade do seu trabalho profissional. Nesse sentido, uma das maiores autoridades no assunto, Philip Kotler, conceituou o termo Mix de Marketing, que significa o conjunto de ferramentas que pode ser utilizado para alcançar seus objetivos. Nesse sentido, uma das receitas mais bem difundidas que você pode aplicar é a dos 7Ps no marketing de serviços para dentistas.

1º P — Produto (Product)

Significa o serviço que você oferece — não sendo necessariamente um produto. Ou seja: se você realizar clareamento dental, mesmo não havendo um produto material vendido, o seu objetivo é comercializar esse serviço prestado por você. Nesse sentido, é válido refletir: estou atualizado quanto à qualidade do serviço que ofereço para meus pacientes?

2º P — Preço (Price)

Não adianta ser um serviço muito qualificado se ele for inacessível ao seu mercado. E é aí que entra a importância do preço: não pense somente na margem de lucro, mas no quanto o seu paciente está disposto a pagar pelo seu serviço. Portanto, é importante ter em mente um eficiente controle de custos sobre sua operação profissional e nas compras de insumos.

3º P — Praça (Place)

Como está o ambiente onde recebo meus pacientes? Mesmo não sendo responsável pela clínica, é essencial pensar na experiência de atendimento, o local deve ser agradável para quem for receber o atendimento. Imagine o esforço de impactar alguém com uma ação de marketing e o local não ser aconchegante. É importante dizer: não estamos falando de luxo, mas sim de cuidado.

4º P — Promoção ou Propaganda (Promotion)

Quando os itens anteriores estão bem estruturados abre-se o caminho para promoção ou propaganda. Afinal de contas, um serviço de excelência, com preço justo e com uma experiência de atendimento marcante tende por si só gerar recomendações por parte dos pacientes. Some a isso com as ações de divulgações e os resultados logo aparecerão.

5º P — Pessoas (People)

Esse é um dos mais importantes, numa época que está se buscando valorizar mais o capital humano. Cuidar das pessoas significa olhar para os pacientes com zelo e essa mesma atenção precisa ser despendida com aqueles que são seus companheiros de trabalho ou funcionários.

6º P — Evidências Físicas (Physical Evidences)

Como você é dentista, o que você oferece não é palpável para o cliente. Por isso, a sugestão é oferecer ‘Evidências Físicas’ do que você pode proporcionar aos pacientes. Dentro disso, está todo o visual da clínica, o logotipo, sinalização, o ambiente, a sala de espera, atendimento, uniforme, limpeza do ambiente, a temperatura do ar, etc.

7º P — Processos (Process)

Coloque-se no lugar do paciente: o dente está dolorido e ele não faz ideia de como resolver a situação. É importante você mostrar os processos desde a avaliação, o orçamento  e quais serão os próximos passos para que ele tenha a saúde restabelecida. Isso gera confiança e mostra que você sabe o que está fazendo. Vale também detalhar como o tratamento deve ser feito em casa e a manutenção, se for o caso.

Cuidado com as armadilhas

Muitas vezes na ansiedade de somente atrair pacientes, há dentistas que erram a mão e não pensam tão bem em fidelizá-los. Por exemplo: oferecer muitas vantagens para chamar atenção de seu consumidor, pode até encher a agenda num primeiro momento, mas no médio e longo prazo acaba com a sua margem de lucro.

Por isso, nada como pensar em oferecer seus serviços com preços atraentes para o seu paciente, sem perder de vista o custo de manutenção empenhado. Ele, mais do que ninguém, vai observar centavo por centavo que está investido no tratamento.

Toda vez que for pensar em uma ação lembre-se do MIX DE MARKETING, não deixe de conferir os outros artigos que exploramos mais temas a e baixe nosso E-book.

sobre o autor

Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.
odontoclinic

Talvez você também goste