Artigos

Trabalhar em uma clínica odontológica ou montar um consultório?

odontoclinic

por odontoclinic, Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.


A dúvida no título desse post já deve ter passado pela sua cabeça no mínimo uma vez na vida. E se engana quem acha que esse é um dilema apenas de quem está prestes a pegar o diploma. Mesmo para aqueles que já estão há anos atuando, a pergunta continua ecoando pelas várias possibilidades que essa escolha na carreira pode representar.

Não dá para pensar em tomar decisões sem que a palavra “mudança” apareça em cena. E quando ela pinta na nossa vida, os receios que decorrem dela podem nos paralisar ou nos fazer retardá-la.

Estudos da neurociência indicam que dois terços de nosso cérebro tendem a nos impulsionar ao medo diante de cenários desconhecidos. É como um mecanismo de proteção — o que é uma linha tênue para a zona de conforto.

Para combater isso, nada melhor que informação! E é pensando em todos os “medos” que envolvem essa decisão que preparamos esse artigo sobre prós e contras de abrir seu próprio consultório e seguir num voo solo.

Afinal, onde quero chegar?

É praticamente impossível dar um primeiro passo nos negócios (ou na vida mesmo) sem ter em mente essa pergunta. Estabelecer um foco na vida é essencial para tomar decisões de curto, médio e longo prazos, proclamam coaches especializados em gestão de carreira. Quando se sabe aonde quer chegar, fica mais fácil saber qual caminho percorrer. Parece óbvio, mas nem sempre temos isso em mente.

Por isso a primeira coisa é ter com clareza qual seu objetivo profissional, que naturalmente se entrelaça com o objetivo de vida. Há quem anseie ser referência na área, outros que vislumbram ser excelentes técnicos na operação e outros se tornarem muito bem sucedidos financeiramente.

Tenha em mente a resposta a essas perguntas e você estará mais preparado para saber o caminho a percorrer:

– Em que área pretendo me especializar?

– Eu me considero uma pessoa empreendedora?

– Gosto de trabalhar junto com outras pessoas?

– Tenho mais facilidade em acompanhar tarefas ou me sinto à vontade sendo cobrado?

Essas questões não são aquelas de múltipla escolha, com respostas certas ou erradas. Servem mais para provocar uma reflexão sobre o que lhe faz levantar todo dia pela manhã. Saber disso é essencial para sua decisão. Mas há outros fatores igualmente importantes, que vêm a seguir.

O que devo saber sobre montar um consultório odontológico?

É preciso levar em conta algumas características importantes antes para seguir nessa escolha. A primeira delas é que para quem deseja montar um consultório, é preciso ir além da especialização odontológica. É necessário ter conhecimento aspectos gerenciais, o que pode ser uma facilidade que a pessoa já carrega consigo (desde mais nova) ou uma habilidade aprimorada ao longo da vida.

Essas competências serão imprescindíveis na hora de:

– Controlar o custo operacional do negócio;

– Monitorar despesas inerentes ao funcionamento da clínica (como materiais odontológicos, de escritório e limpeza);

– Gerenciar os funcionários (auxiliares, secretária e de serviços gerais);

– Realizar manutenções de equipamentos;

– Cumprir com obrigações tributárias e legais.

Por mais que você não seja expert nesses temas, é preciso ter um domínio razoável sobre esses pontos que podem ser determinantes para o sucesso de sua clínica. Esse olhar gerencial permite, por exemplo, ter um planejamento que o ajude a definir qual região sua clínica odontológica pode ter mais pacientes; qual público irá focar (há consultórios especializando-se em serviços voltados para a classe C no Brasil, por exemplo); se o espaço físico deve comportar sua demanda, e por aí vai!

Na implantação do consultório, deve-se levar em conta dois pilares importantes: o financeiro e o jurídico. No primeiro aspecto, é preciso ter em mente a necessidade de investimento inicial que varia entre R$ 100 mil reais, sem contar o aluguel de espaço. Em outras palavras, é necessário um pé-de-meia de respeito, para ter uma estrutura necessária para sua operação.

Quanto à questão legal, não basta apenas o registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO) e um diploma fixado na parede. É preciso ter o registro de prestador de serviço autônomo junto à prefeitura da sua cidade. Deve ainda considerar a necessidade de obter alvarás de funcionamento junto a órgãos como Vigilância Sanitária Municipal e Corpo de Bombeiros. Há ainda que se observar outros registros oficiais em órgãos da sua saúde, que estejam em vigência na sua cidade ou estado.

Leve em conta também que montar um consultório odontológico demanda ter uma carteira de pacientes que já preencha sua agenda. Se ainda tiver de iniciar um trabalho de divulgação poderá amargar a sala de espera vazia e as contas a pagar só aumentarão. Não deixe de observar isso. Em compensação, para quem já possui familiares ou amigos atuando na área, é muito comum o movimento de indicação de pacientes.

Resumindo, em poucas palavras, os prós e contras de montar um consultório odontológico:

Prós: montar um consultório é um meio de se posicionar como autoridade no mercado, atribuindo ao seu nome o atendimento especializado e com sua marca de qualidade. Brilha aos olhos também a margem de lucro: superior a 30% no mês, se comparado com quem deseja trabalhar numa clínica como funcionário. Outras habilidades também são desenvolvidas: questões gerenciais, financeiras e jurídicas ampliam seu conhecimento e repertório.

Contra: o investimento inicial (na casa de R$ 100 mil reais) somado às competências gerenciais (que raramente compõem a grade curricular das faculdades) são empecilhos que inviabilizam montar o seu consultório. Mesmo após montar seu consultório existe o risco de ser mais um dentre os 270.000 dentistas no Brasil.

Conclusão

Os dois modelos são possíveis e viáveis de serem executados. Basta apenas que você leve em consideração os requisitos necessários para cada um deles e os organize num planejamento para sua vida. Você não precisa escolher um OU outro. Você pode usar um caminho (trabalhar em uma clínica) como uma transição para um segundo passo (montar um consultório odontológico).

sobre o autor

Somos a primeira rede de franquias odontológicas do Brasil. Com 170 clínicas espalhadas por todo o Brasil, unimos qualidade, custo-benefício vantajoso, inovação e uma rede de profissionais com mais de 2.500 dentistas.
odontoclinic

Talvez você também goste